Mulheres do Software Livre

Integrantes do Feminino Livre, Grupo de Trabalho que visa discutir a participação das mulheres no cenário de TI, fizeram uma reunião virtual nesta sexta-feira, 15 de abril, para discutir ações e modelos de participação no Fórum Internacional do Software Livre – fisl12.

Classificada como produtiva, a reunião via skype teve como objetivo possibilitar a participação de integrantes que moram em locais distantes, dentro de um horário comum ao grupo. E para quem ainda acha que o GT tem papel de “primeira dama” no cenário de tecnologia, vai uma correção: “estamos assumindo a presidência”.

O trocadilho, que dialoga com a presença feminina no cenário político, área que há pouco também era dominada por homens, é uma “brincadeira”, que visa chamar atenção das comunidades de software livre, empresas e escolas para a maior participação de mulheres no cenário de TI.

De acordo com a coordenadora do grupo, Paloma Costa, a questão não é sexista, e sim econômica. “Estudos comprovam que equipes mistas desenvolvem um trabalho mais eficiente, já que mulheres e homens se preocupam com aspecto diferentes de um mesmo produto. Tendo em vista que as mulheres representam importante fatia do mercado consumidor – nos Eua, elas são responsáveis por 70% das compras de produtos de informática -, as equipes que desenvolvem, precisam saber como elas pensam”, salienta Paloma. Este é apenas um dos exemplos que contrasta com o cenário da área de tecnologia. De acordo com dados da Catho Online (catho.com.br) a área de tecnologia ainda tem um baixo índice de atuação de mulheres – apenas 12,56%.

Entre os maiores avanços do GT, estão a proposta de criação de um material de divulgação do Feminino Livre, que servirá como norte para as ações de sensibilização sobre o tema. A ideia é mapear, inicialmente na Região Metropolitana de Porto Alegre, escolas técnicas e universidades para visitas de divulgação do grupo e do fisl.

Além disso, estão a todo vapor as discussões sobre palestras e atividades durante o fisl12, bem como o molde da participação do GT no evento. Mas uma coisa é certa: as meninas pretendem “arrazar”. E, claro, querem aumentar o número de colaborações nas reuniões online e presenciais. Sim, homens, vocês também são convidados!!

Acesse a ata de reunião: Via Skype – 15/04/2011

Participe do fórum de discussões

Veja as atividades em andamento

Entre em contato

Anúncios

Comentários em: "Mulheres para a Presidência" (1)

  1. Muito bom meninas!

    É bom ver que as ações realizadas por vocês tem um apelo nobre, e não a mesma ação realizadas por alguns homens, transfigurada pelo nome de “feminismo” que em muitos casos é o mesmo preconceito, porém nesse caso o da mulher querendo o domínio em detrimento do homem.

    Acho que a ideia seja a da coexistência. Temos que demonstrar que é possível sim a mulher executar o mesmo papel que o homem, mas sem utilizar os mesmos artifícios dos denominados machistas.

    Boa sorte gurias!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: